Doença do intestino irritável

É uma doença comum crônica que afeta o intestino grosso (cólon) e que exige acompanhamento médico no longo prazo.

Causas
As paredes dos intestinos são revestidas com músculos que se contraem e relaxam conforme o alimento ingerido vai passando do estômago em direção ao reto. Na síndrome do intestino irritável, as contrações podem ser mais fortes e podem durar mais tempo do que o normal, fazendo com surja alguns sintomas característicos da doença, como gases, flatulência e diarreia. Poder ser, ainda, que aconteça justamente o oposto, com contrações intestinais mais fracas que o normal, o que retarda a passagem de alimentos e leva a fezes mais endurecidas.

Não se sabe exatamente o que leva uma pessoa a desenvolver a síndrome do intestino irritável, mas uma combinação de fatores pode estar envolvida:

Alimentos

Ainda não se sabe como alergias ou a intolerância alimentar podem estar relacionadas à síndrome do intestino irritável, mas os sintomas costumam aparecer após uma pessoa comer determinados alimentos, como chocolate, especiarias, gorduras, frutas, feijão, repolho, couve-flor, brócolis, leite, bebidas gaseificadas, álcool, entre outros.

Estresse

A maioria das pessoas com síndrome do intestino irritável notam que, durante momentos de estresse, os sintomas da doença costumam se agravar. No entanto, os pesquisadores defendem a ideia de que o estresse é um fator agravante, mas não uma possível causa que leva ao desenvolvimento da síndrome em uma pessoa.

Hormônios
As mulheres são duas vezes mais propensas a apresentar síndrome do intestino irritável, por essa razão os pesquisadores acreditam que as mudanças hormonais podem desempenhar um importante papel. Além disso, muitas mulheres acreditam que os sinais e sintomas da doença são piores durante ou em períodos próximos à menstruação.

Outras doenças
Às vezes, uma outra doença, como um episódio agudo de diarreia infecciosa (gastroenterite) ou o crescimento excessivo de bactérias normais do intestino podem, por exemplo, desencadear a síndrome do intestino irritável.

Fatores de risco
Muitas pessoas têm sinais e sintomas da síndrome do intestino irritável ocasionalmente, mas algumas são mais propensas a desenvolver a doença. Essas são:

Pessoas até 45 anos de idade
Pessoas do sexo feminino. A doença atinge a aproximadamente o dobro de mulheres do que homens
Ter histórico familiar da doença
Ter algum problema de saúde mental, como ansiedade, depressão, transtorno de personalidade e traumas.


Sintomas de Síndrome do intestino irritável

Os sinais e sintomas da síndrome do intestino irritável podem variar muito de pessoa para pessoa e são, muitas vezes, semelhantes aos sintomas de outras doenças. Os mais comuns são:

Dor abdominal ou cólicas
Sensação de inchaço
Gases
Diarreia ou constipação – às vezes alternando crises entre os dois problemas
Muco nas fezes.
A síndrome do intestino irritável é uma doença crônica na maioria dos casos, mas há momentos em que os sintomas manifestados são piores e momentos em que eles são melhores. Podendo, inclusive, ter fases completamente assintomáticas.

Buscando ajuda médica
Os sintomas da síndrome do intestino irritável pode ser facilmente confundidos com os sinais de outras doenças gastrointestinais. No entanto, se você os sentir, mesmo que ocasionalmente, mas ainda com certa periodicidade, procure ajuda médica. Sem tratamento, a síndrome pode causar problemas mais graves à saúde.

Procure atendimento emergencial se você notar:

Sangramento retal
Dor abdominal que avança ou que ocorre durante a noite
Perda de peso involuntária
Desidratação grave.
O médico pode, ainda, ajuda-lo a buscar alternativas para aliviar os sintomas enquanto o diagnóstico não é finalizado e o tratamento, se necessário, não é iniciado. Acompanhamento médico pode ajudar também a evitar futuras complicações.

Na consulta médica
Entre as especialidades que podem diagnosticar a síndrome do intestino irritável estão:

Clínica médica
Gastroenterologia.
Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade
O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

Quando você começou a sentir os sintomas?
Os sintomas são ocasionais ou frequentes?
Os sintomas melhoram e pioram com certa frequência?
Você tem perdido peso involuntariamente?
Você teve sangramento retal?
Onde você sente as dores?
Qual a intensidade de suas dores e dos outros sintomas?
Você tomou alguma medida para melhorar e aliviar os sintomas? Qual? E funcionou?
Diagnóstico de Síndrome do intestino irritável
Na maioria dos casos, o médico pode fazer o diagnóstico de síndrome do intestino irritável com base nos sintomas e por meio poucos exames ou, às vezes, até nenhum exame. Seguir uma dieta sem lactose por um período determinado de tempo pode ajudar o médico a avaliar se uma possível intolerância à lactase pode estar causando os sintomas.

Não existe um exame específico para diagnosticar a síndrome, mas é possível fazer testes para descartar outros problemas:

Exames de sangue para ver se você tem uma contagem baixa de glóbulos sanguíneos (anemia)
Culturas de fezes para descartar uma infecção.
Alguns pacientes precisarão fazer uma sigmoidoscopia ou colonoscopia. Durante esses testes, um tubo oco é inserido pelo ânus. O médico pode ver pelo tubo. Você poderá precisar desses testes, principalmente, se os sintomas surgirem após os 50 anos de idade, se apresentar sangue nas fezes e emagrecimento involuntário e se os resultados dos exames de sangue estiverem alterados.

Outros exames de imagem também podem ajudar o médico a fazer o diagnóstico, como raio-X do trato gastrointestinal e tomografia computadorizada.

ratamento de Síndrome do intestino irritável
Como não se sabe exatamente o que leva à síndrome do intestino irritável, o objetivo do tratamento é aliviar os sintomas e melhorar a qualidade de vida do paciente. Ele pode ser feito pelo uso de medicamentos específicos para a síndrome.

Mudanças no estilo de vida do paciente fazem parte do tratamento. Incorporar suplementos de fibra e de medicamentos anticolinérgicos, antiespasmódicos, antidepressivos (em doses menores) e remédios contra a diarreia devem vir acompanhados de alterações radicais na dieta, com a eliminação de bebidas gaseificadas, alimentos gordurosos e glúten da alimentação diária.

Medicamentos para Síndrome do intestino irritável
Os medicamentos mais usados para o tratamento da síndrome do intestino irritável são:

Brometo de Pinavério 100mg
Brometo de Pinavério 50mg
Ceftriaxona Dissódica
Ceftriaxona Sódica
Digedrat
Somente um médico pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Siga sempre à risca as orientações do seu médico e NUNCA se automedique. Não interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes e, se tomá-lo mais de uma vez ou em quantidades muito maiores do que a prescrita, siga as instruções na bula.

Fonte: http://www.minhavida.com.br/saude/temas/sindrome-do-intestino-irritavel

O principal propulsor para o sucesso de um médico é o seu paciente. Sabendo disso, é imprescindível nutrir uma boa relação com ele.

Por Dra. Nathália Belarmino

Agende sua consulta